alho

O alho é um dos alimentos mais consumidos, sendo usado como tempero em vários pratos. Além de suas propriedades nutritivas, o alho oferece poder medicinal em várias situações.

Por ser rico numa substância chamada alicina, que é um óleo essencial, que proporciona o aroma característico do alho, o alho é capaz de regular o apetite. O cheiro da alicina e também a ingestão do alho estimulam o centro da saciedade no hipotálamo, o que faz diminuir o apetite. O alho também aumenta o ritmo do metabolismo, o que ajuda a queimar calorias. O alho, se ingerido regularmente, numa quantidade de 1 dente por dia, reduz o mau colesterol (LDL e VLDL) e triglicerídeos.

O alho é também muito rico numa substância chamada Inulina, que é uma fibra vegetal, de sabor adocicado, e que tem a função de estocar energia nas plantas. As plantas que produzem inulina geralmente não produzem amido. O amido, quando digerido pelos seres humanos, é quebrado em moléculas de açúcar, enquanto a inulina costuma passar pelo nosso sistema digestivo quase sem ser digerido. A inulina aumenta a absorção de cálcio e magnésio pelo nosso organismo, e promove o crescimento de bactérias da flora intestinal. A inulina não aumenta a glicose do sangue nem os triglicerídeos. Como chega praticamente intacta ao intestino, a inulina presente no alho fermenta sob a ação das bactérias da flora intestinal, produzindo gases intestinais. Porém, este efeito indesejável é amplamente compensado pelas vantagens que o alho proporciona para a nossa saúde, como a melhora nas defecações em pessoas com prisão de ventre, o aumento na absorção do cálcio e magnésio para quem sofre de osteopenia ou osteoporose, o auxílio no controle dos níveis de açúcar no sangue para os diabéticos, e a redução de triglicerídeos e colesterol em pessoas que têm essas moléculas de gordura aumentadas no sangue. Para reduzir este efeito do alho, de produzir gases intestinais, basta comê-lo cozido. O cozimento do alho não destrói suas substâncias ativas de forma considerável.

O alho tem a capacidade de reduzir a pressão arterial devido a uma substância chamada dialil-sulfeto, que também tem sido apontada em estudos como responsável pela proteção contra o câncer que o consumo regular de alho proporciona. O alho também tem função antibiótica, matando bactérias que provocam doenças nos seres humanos. Ainda apresenta a função de evitar a formação de trombos no sangue, que poderiam provocar placas de aterosclerose nas artérias e acidentes vasculares cerebrais.

O alho pode ser comido como tempero da comida, pode ser tomado como chá, como cápsulas de alho, e como tintura de alho.

Como se pode ver, o alho, além de muito saboroso, faz muito mais pela nossa saúde do que afastar vampiros, como dito nas lendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation